11/02/2007

Que as listas de espera para o aborto, não superem as 10 semanas

porque,caso contrário, de nada vale a lei...

Como todos sabemos, com as listas de espera que o nosso sistema de saúde tem em áreas tão sensiveis como a oncologia, reumatologia, cardiologia e outras de suma importância,que, normalmente superam os 8 meses e por vezes mais, para obtenção de uma mera consulta, com a aprovação desta nova lei, quem é que pode garantir que até às 10 semanas o sistema de saúde terá condições para realizar um aborto? Como é sabido, A SAÚDE FUNCIONA MAL EM PORTUGAL, mas, neste caso irá estar assim tão folgada?

2 comentários:

O Micróbio II disse...

Que esperem os doentes de apendicite, porque os abortos têm prioridade... e até podemos ir mais longe, que interessa a vida de um feto (com 10 ou mais semanas), se em Portugal já se morre porque as ambulâncias demoram uma eternidade a chegar. Pergunto, que valor tem a vida em Portugal?

Luis Silva disse...

Ficou provado que em Portugal a vida não tem valor nenhum. Os mesmos que se insurgiram contra a morte de Saddam, votaram agora na morte das crianças.