27/07/2009

Isto não é "pára-quedismo" politico? Então é o quê? Ah já sei: "É POR AMOR AO DISTRITO DA GUARDA"

Francisco Assis encabeça lista da Guarda a pedido de Sócrates
25.07.2009 - 14h19 Filomena Fontes
Foi um pedido expresso do secretário-geral do PS que levou Francisco do Assis a trocar o sétimo lugar da lista de deputados da lista do Porto pelo primeiro na Guarda. “Fui convidado por José Sócrates para aceitar encabeçar a lista de deputados pelo círculo da Guarda, e, uma vez eleito, representá-lo-ei com muito orgulho, mas não deixarei de concentrar a minha intervenção política no Porto, onde resido”, declarou ao PÚBLICO. Recusando que a sua candidatura venha a ser conotada com “pára-quedismo político”, dada a sua falta de ligação ao distrito da Guarda, Assis desvaloriza...
continue a ler em:

15 comentários:

O Micróbio II disse...

Desde que ganhou o estatuto de mártir no PS, o Assis sujeita-se a tudo... como vai ser eleito de certeza, a Guarda ficará mais uma vez representada por alguém que nem sequer conhece a realidade do distrito, se é que sabe onde fica localizado???...

Anónimo disse...

O Distrito da Guarda já era pobre, mas com este Deputado Assis que pouco fez por onde andou, menos vai fazer pela pelo Distrito da Guarda, portanto será cada vês mais pobre. Aqui á uns Anos queriam acabar com o Distrito da Guarda, e anexá-lo ao Distrito de Castelo Branco, não será isto que está nos horizontes deste Deputado, Principalmente do Seu Primeiro Ministro???

Brown Eyes disse...

Amor ao distrito da Guarda? O distrito mudou de nome?

Anónimo disse...

Sendo assim votem no PS para a Câmara de Seia porque ao mesmo tempo estão a pactuar com este paraquedista. É que ao votarem PS para a Câmara também estão a votar neste senhor para deputado pelo Distrito.Não se esqueçam que os deputados são eleitos pelo numero de votos que cada partido obtem nas autárquicas.

Antonio Fernandes Pina disse...

A confusão do Sr. Anónimo ou é propositada ou desconhece o que são as eleições Legislativas e Autárquicas.
É por estas e por outras ainda mais graves que eu voto PARTIDO SOCIALISTA.
É verdade que a maioria socialista não está de acordo com a escolha, eu também não, mas nós fomos os primeiros a denunciar o erro, e só depois os outros que nem sequer conheciam Francisco Assis vieram a terreiro para fazerem chicana política.
A grande virtude do PARTIDO SOCIALISTA é reconhecer os seus próprios erros e com militantes e simpatizantes que exprimem livremente a sua opinião.

Com os melhores cumprimentos.

Assina: António Fernandes Pina.

Pinhas disse...

Ora bem isto é engraçado.

Não é a 1ª vez que concordo com o Micróbio.
Com o 1º anónimo também estou de acordo.
O Brown Eyes, não percebo, mas deve ter razão.
O 2º anónimo, ou está baralhado, ou não sabe do que está a falar.
O Sr. António Pina, está mesmo baralhado.
Então o erro é reconhecido, toda a gente fala nele, foram vocês os primeiros a ver o erro. E ninguém faz nada para corrigir. Então não é erro. Ou têm alguém dentro do partido, que é ditador.
Ainda estão a tempo de emendar o erro, mas não podem, eu sei. Depois falam do Alberto João.
Pois é.
A vossa liberdade para falar deve ser parecida com o canto dos canários. Cantam muito bem, mas estão em gaiolas minúsculas.
Só são ouvidos pelas pessoas que passam.

Quanto a ninguém saber quem é!

Não foi ele que foi agredido em Felgueiras ao murro e a pontapé.

Não foi ele que perdeu as eleições autárquicas para o Rui Rio e disse recentemente que a Elisa Ferreira, iria fazer melhor. Só não sabia onde. Ou no Porto ou na Europa. Era onde lhe desse mais jeito.

Não foi sobre ele esta noticia, em Abril deste ano:

«Em declarações à agência Lusa, Francisco Assis classificou como "interessantes" e "enriquecedores" os cinco anos que passou no Parlamento Europeu.

"Mas chegou o momento de regressar à política nacional e vou radicar-me em Lisboa. Apesar de continuar ligado ao Porto, considero que neste momento a política distrital é pouco interessante", disse ainda.»

Parece que o homem é conhecido.

Com isto tudo até eu fiquei baralhado.
Também vou votar PS.

Só agora dei conta, o comentário já vai longo.
Desculpe Luís, hoje entusiasmei-me.

Antonio Fernandes Pina disse...

A verdade é que não posso responder ao Senhor Pinhas mas fica para próxima oportunidade.
Lamento profundamente que a censura tenha chegado a este blogue - "A LIBERDADE DE EXPRESSÂO É A EXPRESSÂO DA LIBERDADE".


Com os melhores cumprimentos.


Assina: António Fernandes Pina.

LS disse...

Desculpe Sr. António mas deve estar equivocado. No meu blogue não há censura nenhuma até porque eu já nasci depois do 25 de Abril.

Pinhas disse...

Não tenho por hábito, falar mal de alguém ou esconder-me atrás do que quer que seja, nem subir a arvores. Levar com balas, tenho que pensar mas acho que não. Posso criticar a política no geral, mas pouco mais que isso.
Quando comentei, foi só e apenas o que escreveu. Não o conheço por isso nada posso dizer, nem sei se o nome que apresenta é o verdadeiro.
Até porque se quiser falar mal de alguém ou alguma coisa, tenho os meus espaços.
E para o provar é simples.
Quando "carrego" no seu nome, aparece uma janela, com o seu nome.
Se quiser "carregar" no Pinhas, pode ver que eu, vou fazendo alguma coisa pela nossa Serra da Estrela e pela minha cidade natal.
Quanto a censura, também não percebo, o Luís apenas diz que quem escreve tem que se identificar.

Também responde ao seu comentário, no post, "Informação aos leitores..."

Antonio Fernandes Pina disse...

É com todo o prazer que volto aqui e lhe digo muito honestamente que os Sr.s Anonimos têm todo o direito e dever de fazerem publicar os seus comentários que contribuem decisivamente para o engradecimento da democracia.
Penso que estou a avaliar bem a queatão que colocou aos leitores ou não?


Com os melhores cumprimentos.

Assina: António Fernandes Pina.

LS disse...

Caro António o Sr. gostava que eu publicasse aqui um cometário anónimo a dizer mal de si só por dizer? Eu acho que isso não é democrático nem ético. No meu blogue isso não passa e olhe que não é censura.

Antonio Fernandes Pina disse...

É evidente que não gostava. Mas "quem anda à chuva molha-se". Tenho que lhe dizer, por ser verdade, que já fui confrontado com situações bastante desagradáveis mas com o espírito democrático e com a vontade própria em resolver essas desavenças e provocações consegui que essas pessoas tivessem outra abertura e conhecimento de maneira a evitarem o conflito. Eu posso dizer que estou a contribuir para que as pessoas utilizem o contraditório mas que não ofendam quem aqui vem por bem.


Com os melhores cumprimentos.


Assina: António Fernmandes Pina.

Antonio Fernandes Pina disse...

O meu nome é verdadeiro, nascido e criado na cidade de Seia há precisamente 60 anos. E para que possa constatar o que digo dirija-se à Conservatória do Registo Civil de Seia ou a outra qualquer. Está agora convencido Sr. Pinhas? Não seja mal intencionado. A minha palavra ainda tem valor. E a sua?
Quer discutir ou conversar?
Os militantes e simpatizantes do PARTIDO SOCIALISTA/SEIA já disseram e explicaram as suas razões da discordância e já manifestarem ao Secretário Geral a sua indignação pela escolha de Francisco Assis mas os estatutos do partido são claros e contra isso batatas! Há regras absurdas mas acredite que não foi o Sr. Engº. JOSÉ SÓCRATES que as fez. Podemos e devemos contribuir, o que é difícil, alterar os Estatutos. O deselo do Sr. Secretário Geral é que se consiga a curto/médio prazo alterá-los. O bom do PARTIDO SOCIALISTA é que se renova todos os dias e por isso estamos sempre dispostos a ouvir e ser ouvidos.

Com os melhores cumprimentos.

Assina: António fernandes Pina.

Pinhas disse...

Já percebi que a troca de opiniões não nos vai levar a lado nenhum.
O que eu não aceito, é ter alguém seja ele quem for e independentemente do partido, a candidatar-se por um distrito, que não lhe diz nada.
A decisão que o André Figueiredo tomou, a meu ver, foi a mais correcta. Sei que lhe foi oferecido outro lugar, noutra lista à sua escolha e ele recusou. Porque o distrito dele é este e não outro. Aceitar só para ser deputado, não.
Não estou contra o Sr. António, estou contra o sistema. Só que é o Senhor que está aqui.

O tratar por senhor tem a ver com educação e só isso. Foi assim que os meus pais me educaram. Sou mais novo tenho 39 anos. Nascido e criado e a trabalhar em Seia.

Pinhas disse...

Parece que, saber saltar de pára quedas é um requisito que pode ser necessário a um futuro candidato a deputado. Nas listas do PSD, também existem. Felizmente na Guarda, o 1º da lista, nosso vizinho, Dr. Carlos Peixoto, assim como o 2º, são do distrito.