19/04/2009

Sócrates responde em directo a perguntas da população na internet

Esta situação é o que eu já venho a defender há alguns anos a esta parte. Os cidadãos que se dedicam a fazer politica não podem continuar a descurar esta ferramenta cada vez mais utlizada pela sociedade civil. A internet é um veículo rápido de difusão de mensagens e ideias. Gostava que em Seia os partidos políticos começassem a utilizar cada vez mais o canal de videos Youtube para lançarem as suas ideias e denunciarem através desta forma o que está bem e o que está mal, mas, ao que parece ainda não conhecem esta forma de fazer politica. Por falar nisso qualquer pessoa pode enviar a partir de hoje perguntas a José Sócrates, dez das quais serão respondidas em directo no próximo dia 25 no site http://www.socrates2009.pt/ . Cumpra com as seguintes regras: Grave um vídeo através de webcam, telemóvel ou câmara de filmar, passe para o seu computador e envie o filme com a sua questão. Para abranger diversos temas, serão seleccionadas 10 perguntas que terão resposta em directo no dia 25 de Abril.
A minha questão ao Sr. Primeiro Ministro é a seguinte:
Porque razão os candidatos a Câmaras Muncipais e a lugares de Vereação, são maioritariamente professores? Este fenómeno verifica-se em todo o País. Até aqui há uns dez anos atrás verificava-se que estes lugares eram ocupados maioritariamente por Advogados, agora só vemos professores a interessarem-se cada vez mais por politica. Será porque é uma profissão que tem tempo para tudo e mais alguma coisa, ou, será porque há cada vez mais professores e cada vez menos alunos?

5 comentários:

João Carreira disse...

Caro Amigo Luís Silva,

Há ainda uma razão ligeiramente mais maquiavélica...Os professores querem tomar o poder e dar cabo de quem aparentemente quer dar cabo deles...usando as mesmas armas.

Claro que talvez não seja, mas...

Com estima e admiração,

João

LS disse...

Caro amigo João: no actual cenário Governo contra Professores e Professores contra Governo tudo é possível e isso que escreve pode ser de facto uma estratégia.Abraço

Paulo "Cagido" disse...

Eu sou professor e discordo completamente com os dois comentários anteriores. Encontramos na política desde engenheiros, advogados, médicos, economistas, entre outros profissionais. Como está na moda "bater" nos professores, até alguns alunos já o fizeram, é sempre bom falar neste tema. Como aí por Seia os candidatos à câmara pelo PS e PSD são professores, isso só revela que é a classe que ainda se pode confiar nela, para a resolução dos problemas. Nos últimos tempos os grandes políticos portugueses são professores: Veiga Simão, Marcelo Rebelo de Sousa, Cavaco Silva, António Vitorino, ...
Um abraço.

LS disse...

Amigo Paulo neste caso não estou a centralizar o assunto a Seia mas tem de concordar que é um facto haver cada vez mais professores na politica.Esta é a principal questão deste post.
Abraço

Pinhas disse...

Não sei se é das mãos,mas não consigo, registar-me no site do Sr. Eng..
Quando tenho que escolher o concelho, não abre nenhuma opção, mas também não deixa enviar o registo porque não está escolhido o concelho.

Terá sido sem querer!!!
Possivelmente já têm muitas perguntas e o Sr. Eng., não consegue dar seguimento a todas.

As minhas seriam só estas:

Como é que em tempos ditos normais, o estado nunca tem dinheiro suficiente.
De repente aparecem, milhões.

Onde estava este dinheiro todo?
Se é que existia.

Quem vai pagar isto?

Porque nós sabemos que Portugal, não tem este dinheiro.

Estaremos a hipotecar o futuro da próxima geração?