08/01/2010

Serra da Estrela candidata a maravilha natural de Portugal

O Municipio de Seia candidatou o “Planalto Superior da serra da Estrela” às “7 Maravilhas Naturais de Portugal”, região que se destaca pelas suas características únicas no país. Das sete categorias a concurso, a serra da Estrela concorre na de “Grandes Relevos”, destinada a montanhas, serras, vales, vulcões, formação rochosa, paisagens naturais pré-históricas e paisagens geológicas. Para além de ser a montanha mais alta de Portugal Continental, a serra da Estrela é também a mais extensa área protegida de montanha de Portugal, possuindo um património geológico, biológico e paisagístico rico e diversificado.
lagoa comprida_fotografia de Jose Conde _CISE
A singularidade do Planalto Superior, localizado acima dos 1600m, revela-se na multiplicidade de geoformas de origem glaciária, como lagoas, circos, vales e moreias, bem como no mosaico de habitats, alguns deles com reduzida representatividade em Portugal. São exemplo: cervunais, turfeiras, zimbrais rasteiros, cascalheiras, charcas e lagoas de altitude, colonizados por espécies de fauna e flora e comunidades de plantas estritamente endémicas. A serra da Estrela destaca-se ainda por ser a região portuguesa onde se registam as precipitações mais elevadas e onde a queda de neve é mais abundante.
Covão clareza_fotografia Jose Conde_CISE
Trata-se de um projecto da New Wonders Portugal, que tem como objectivo eleger as sete maravilhas naturais, pela sua riqueza paisagística, mas também com o objectivo de promover a sua preservação, num ano em que em que a biodiversidade estará em destaque em todo o mundo. Portugal quer com a eleição das 7 Maravilhas Naturais mostrar a sua diversidade na natureza. Das 323 candidaturas, serão escolhidas 21, as quais serão submetidas a votação pública a partir de 7 de Março. Os vencedores serão conhecidos a 11 de Setembro.

1 comentário:

jose maria disse...

Pois é Zé. Se o planalto superior
é de 3 concelhos, o covão da Clareza é só de um e não é de Seia. Não me parece correcto que um concelho se candidate com algo que não lhe pertence. Pode parecer que não é importante, mas se vires bem as coisas irás descobrir que é por causa destes pequenos nadas que ainda temos o pouco que está preservado.
Abraço
zmaria